Regras de Treinamento

É necessário respeitar os ensinamentos e a filosofia do Fundador, bem como a maneira como ele os veicula.

O estudante tem a responsabilidade moral de nunca se valer da técnica do Aikido para ferir outra pessoa ou exibir-se. Não se trata de uma técnica de destruição, mas de criação. Constitui um meio de edificar uma sociedade melhor graças ao aperfeiçoamento do caráter do indivíduo. No tatame, não haverá conflitos egoísticos. O aikido não é uma briga de rua. Você esta no tatame a fim de transcender e purificar as suas reações agressivas, e encarnar o espírito do samurai pela descoberta da responsabilidade social a aplicação adequada e flexível. Não haverá competição no tatame. O objetivo do Aikido não consiste em lutar e derrotar um inimigo, mas em lutar e derrotar os próprios instintos agressivos. O poder do Aikido não esta na força física e sim na flexibilidade, comunicação, sincronia, controle e modéstia. Não se tolerará a insolência. Todos têm que conhecer suas nossas limitações. Cada pessoa tem diferentes habilidades físicas e diferentes razões para o estudo. Isso deve ser respeitado. O verdadeiro Aiki é aplicação adequada e flexível às mudanças de situação. Você fica responsável por não provocar ferimentos. Deve proteger a si mesmo e ao parceiro. Acate as instruções do Sensei e aplique as suas sugestões a fim de treinar sinceramente e tirar o melhor de sua capacidade. Não há lugar para discussões. Todos os alunos estudam os mesmos princípios. Evitar-se os conflitos entre grupos e a escolha de lados. Os membros do dojo perfazem uma família: na harmonia reside o segredo do Aikido.

pos1

posicao 2

posicao 3

Etiqueta do Dojo

  1. Ao entrar na área de treinamento do dojo ou sair, faça uma reverência de pé.
  2. Ao pisar no Tatame ou sair, faça sempre uma reverência em direção ao shomen e ao retrato do Fundador.
  3. Respeite o seu material de treinamento. O dogi deve estar sempre limpo e em ordem. As armas devem estar em boa condição e no lugar certo quando fora de uso.
  4. Nunca use o dogi ou as armas de outra pessoa.
  5. Poucos minutos antes do início da prática, esteja aquecido, sentado formalmente segundo a hierarquia e em meditação silenciosa. Esses minutos são para você esvaziar a mente dos problemas do dia e preparar-se para o estudo.
  6. A aula começa e termina com uma cerimônia formal. É importante que você não e atrase e participe dessa cerimônia, mas se houver motivo de força maior, deverá esperar, sentado formalmente ao lado do tatame, até que o Sensei lhe dê permissão para juntar-se à turma. Faça uma reverência prostrado ao chegar ao tatame. Evite com isso perturbar a aula.
  7. O modo correto de sentar-se no tatame é em seiza (posição formal sentada sobre joelhos)Se tiver alguma lesão no joelho, poderá sentar-se de pernas cruzadas, mas nunca estiradas, nem com as costas apoiadas na parede. Deve-se ficar alerta o tempo todo.
  8. Não abandone o tatame durante a prática, exceto em caso de machucado ou doença.
  9. Durante a aula quando o Sensei demonstrar uma técnica a ser executada, fique sentado em seiza, silencioso e atento. Após a demonstração, curve-se diante do Sensei e de um parceiro e inicie a prática.
  10. Quando o fim de uma técnica for determinado, pare imediatamente. Faça uma reverência ao parceiro e junte-se depressa aos outros estudantes.
  11. Não perambule pelo tatame: deve-se estar praticando ou se necessário, sentado em seiza à espera de sua vez.
  12. Se por alguma razão for absolutamente preciso fazer pergunta ao Sensei, vá até ele (nuca o chame), curve-se respeitosamente e espere o seu assentimento. (A reverência de pé é apropriada).
  13. Quando estiver recebendo instruções pessoais durante a aula, sente-se em seiza e observe atentamente. Faça uma reverência ao sensei quando ele terminar. Se o Sensei estiver instruindo outro aluno, você pode suspender sua prática a fim de observar. Sente-se formalmente e faça uma reverência quando ele terminar.
  14. Respeite os mais experientes. Nunca discuta a respeito da técnica.
  15. Você esta aqui para praticar. Não impinja suas idéias aos outros.
  16. Se você conhecer o movimento que esta sendo praticado e o seu parceiro não, conduza-o. Mas nunca tente corrigi-lo ou instruí-lo se não for sênior do nível yudansha.
  17. No tatame fale o mínimo possível. O aikido é experiência.
  18. Não ande pelo tatame ant4es ou depois da aula. O espaço é para estudantes que querem treinar. Há outras áreas no dojo para o convívio social.
  19. O tatame deve ser varrido todos os dias, antes e depois da prática. É responsabilidade de todos manter o dojo limpo.
  20. Nada de comida ou bebida, cigarro ou goma de mascar no tatame ou fora dele, durante a prática e nunca no tatame!
  21. Não se usa nenhuma jóia durante a prática.
  22. Jamais beba bebida alcoólicas enquanto estiver usando o dogi.

Observação:

  1. Se você estiver inseguro siga os passos de um sênior ou pergunte a um aluno mais graduado.
  2. Embora pareça haver muitas formas de etiqueta a lembrar, elas lhe ocorrerão naturalmente à medida que você for treinando. Por favor, não se aborreça se tiver a atenção chamada para um ponto de etiqueta, pois cada um deles é importante para a sua segurança e sua experiência de aprendizado.
  3. O Aikido não é uma religião, mas a educação e o refinamento do espírito. Ninguém lhe pedirá para aderir a este ou àquele credo, bastando que permaneça espiritualmente aberto. A reverência não é um gesto litúrgico e sim a mostra de respeito pelo mesmo espírito de Inteligência Criativa Universal que existe dentro de todos nós.
  4. A cerimônia que abre e fecha cada prática do aikido representa uma reverência formal ao Shomen, seguido por um bater de palmas duas vezes; depois, faz-se a reverência ao Shomen e uma última entre instrutor e alunos. As reverências ao Shomen simbolizam o respeito pelo espírito e ensinamentos do Aikido, como também a gratidão pelo Fundador que desenvolveu este sistema de prática e estudo. As palmas repetidas duas vezes simbolizam a unidade, musubi. O primeiro bater de palmas envia vibrações ao mundo espiritual; o segundo recebe o eco dessas vibrações e liga o seu espírito ao espírito do Fundador e à consciência Universal. As vibrações que você emite e recebe depende de suas próprias crenças e atitude espiritual.

Texto extraído “Aikido e a Harmonia da Natureza”, por Mitsugi Saotome Shihan